A incerteza da reeleição do prefeito Athayde, e o risco de naufrágio eleitoral no Lastro

Publicado em 2 ago 2019 - silvano

O Prefeito do Lastro, Athayde Diniz anda com muitas dúvidas a respeito de se parte para a reeleição, ou entrega a toalha para outro aliado em 2020.

Obviamente que aliados próximos ao médico prefeito o querem na reeleição, mas o que se parece, Athayde se desencantou com a condição de chefe maior do município, e a princípio, o deixou sem motivação alguma em correr a cadeira de prefeito em 2020 na condição da reeleição.

Neste cenário apareceu o aliado, o advogado, Lincoln Bezerra, filho do atual vice-prefeito, Roger Bezerra (PT) na preferência para a disputa, dentro de um compromisso eleitoral pretérito do Grupo Político hoje comandado pelo ex-prefeito, Vivaldo Diniz.

No entanto, a incerteza de Athayde de concorrer a eleição, amarra os próximos passados de Lincoln no esquema político. Lincoln aguarda que o sinal verde de Athayde seja dado para ele avançar nas acomodações com os aliados, mas na dúvida, tudo fica como estar: marco zero. O tempo continua avançando.

Por outro lado, o ex-prefeito, Emmanuel Sarmento inicia a costura política visando o seu retorno ao executivo lastrense. Esteve ao lado do Deputado Lindolfo Pires conversando com o Governador, João Azevedo, nesta visita a Sousa arregimentando condições estruturais para o fortalecimento de seu projeto eleitoral.

Emmanuel sabe que o resultado das eleições municipais passadas, em que ele concorreu contra Athayde foi de apenas 9 votos.

Como tudo no sertão é muito intenso, analistas políticos enxergam um município divido eleitoralmente, o que não será fácil para nenhum dos lados. Embora o Prefeito Athayde detenha o controle de 8 Vereadores na Câmara dos nove eleitos.

O Prefeito Athayde entende isso, embora não querendo disputar a reeleição. No entanto, o médico prefeito é uma peça chave neste xadrez para seu Grupo político, um passo falso poderá colocar tudo a perder, e ele deverá refletir sob o assunto muito, ou muitas vezes o sacrifício pessoal é o bom remédio para salvar muita gente.

Pereira Jr.
Analista e Articulista politica