Em São João do Rio do Peixe: Marcos do Jerimum fala sobre as eleições 2020 e diz “Vamos Lutar pelo lugar de vice”

Publicado em 20 ago 2019

A rede de estações de rádios Mais FM (97,7) e a redação do Blog do Silvano Dias, conversou no último final de semana com o ex-vereador do município de São João do Rio do Peixe, Marcos Pamplona , popularmente conhecido como Marcos do Jerimum.

Marcos do Jerimun, fez uma breve avaliação sobre a atual administração do Prefeito Airton Pires, considerando uma administração presente, diferenciada pelos ex-gestores que já atuaram no município.

“O projeto do Airton é trabalhar até 31 de Dezembro de 2020, conforme seu plano de governo” destacou Marcos.

Sobre o crescimento das candidaturas da zona norte, Marcos foi enfático “Teremos que estreitar, com a saída das coligações na proporcional, estamos estreitando, pois será necessário que todos os pré-candidatos estejam num mesmo partido”.

Sobre as eleições 2020, Marcos ressaltou que irá lutar pela vaga de vice na chapa, já que seu filho é o atual vice-prefeito do município. “Vamos Lutar pelo lugar de vice, mais já se Marcos Filho desejar continuar meu nome será por ele. Vamos brigar pela chapa de vice, ou até mesmo para vereador”. afirmou Marcos do Jerimum.

Sobre avaliação da oposição no município: “Sabemos que a oposição não vota na situação, temos a soma dos dois grupos, somando pelo apoio do grupo de Zé Aldemir e de Airto Pires”

Confira a participação do ex-vereador:

Por Silvano Dias

Ex-Vereador Antonio Galego (DEM), rasga elogios ao trabalho executado pelo gestor José Aldemir no município de Cajazeiras

Publicado em 20 ago 2019

Os bastidores políticos no município de Cajazeiras, anda nada mais nada menos apresentando aproximação entre pessoas ligadas a oposição e o grupo de situação do Prefeito José Aldemir (PP).

O Suplente de vereador Antonio Galego (DEM) é o retrato de mais um que chega para somar no grupo, está visível a aproximação dele com o grupo de José Aldemir.

Na manhã desta terça-feira, Antonio Galego não poupou elogios à administração municipal de Cajazeiras e rasgou elogios ao atual gestor José Aldemir.

Em uma solenidade na Zona Norte do município, local de grande reduto do suplente de vereador, durante a entrega da cobertura do posto de moto táxi.

Os elogios do suplente de vereador concretiza alguns rumores da aproximação com o grupo de situação.

A redação do Blog do Silvano Dias aguarda os desenrolares políticos e os próximos suplentes que podem chegar como forma de somar no grupo do Prefeito José Aldemir (PP).

Por Silvano Dias

 

Socialista vê divórcio entre João e Ricardo e diz Só um milagre pode nos salvar e restabelecer essa amizade

Publicado em 20 ago 2019

O amor acabou e a decisão agora cabe aos filhos: ficar com o pai ou com a mãe? Não há guarda compartilhada. A analogia é do ex-líder do governo Ricardo e atual secretário de Esporte, Hervázio Bezerra (PSB), sobre a divisão interna no PSB, que coloca o governador João Azevêdo e o ex-governador Ricardo Coutinho, de lados opostos. -Só um milagre pode nos salvar e restabelecer essa amizade-, admitiu em tom desanimado o deputado licenciado, na manhã desta terça-feira (20).

Em entrevista à rádio Jovem Pan de João Pessoa, Hervázio sacramentou o rompimento entre Azevêdo e Coutinho. -A amizade de anos diluiu por conta de um partido, de um partido que Ricardo nunca deixou de comandar-, afirmou.

-Não imaginaria viver uma situação como essa. É como um casal que se separa e os filhos precisam dizer se vão querer ficar com papai ou mamãe. Não tem guarda compartilhada. É uma posição chata e dura. Até ontem éramos todos ricardistas, o mais ricardista era João. Mas os filiados do partido e vocês da imprensa sabem quem está com equilíbrio, sensatez e a razão-.

Hervázio atribuiu a crise no partido a três pessoas: o presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, e as deputadas Cida Ramos e Estela Bezerra As duas últimas, segundo Hervázio, deflagram o processo de rompimento, quando foram à imprensa defender a substituição de Edvaldo Rosas por Ricardo Coutinho no comando da legenda. Hervázio argumentou que o assunto não era para ser tratado pelos microfones.

Sobre Siqueira, o deputado não poupou palavras. -O mais responsável foi Carlos Siqueira. Ele primeiro disse que não iria se intrometer na Paraíba, depois aparece convocando o governador, o ex-governador e Edvaldo para uma reunião, quando é a noite intervém no partido. Qual é a diferença de dissolução e intervenção? É só um apelido. A única esperança que tínhamos era que eles sentassem com o presidente e de Brasília tivéssemos uma fumaça branca. Mas ele [Siqueira] quer brincar com as pessoas, acha que tem gente boba, acha que o assunto não é de relevância. Ele tomou partido, ele se firmou de um lado, não é mais juiz-, desabafou.

Entenda

Na última sexta-feira (16), o presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, decidiu que nomeará uma comissão provisória na sigla, depois que integrantes do diretório estadual ligados ao ex-governador Ricardo Coutinho iniciaram movimento de renúncias, provocando a destituição do então presidente, Edvaldo Rosas, e uma nova eleição na legenda, um ano antes do fim mandato.

Siqueira esperava por uma reunião com Azevêdo e Coutinho, no início desta semana, em Brasília, o que acabou sendo rechaçada pelo governador João Azevêdo, na manhã de ontem (19).

A crise começou quando Rosas foi nomeado por Azevêdo para Secretaria Chefe do Governo. Desde então, a ala ricardista passou a defender a saída de Edvaldo do comando da legenda.

Leia mais no MaisPB

Presidente do PSB de Princesa Isabel renuncia cargo em solidariedade a Rosas e Azevêdo

Publicado em 20 ago 2019

Após dissolução do diretório do PSB no Estado da Paraíba, que levou à saída de Edvaldo Rosas da presidência da legenda, o líder do partido no município de Princesa Isabel, Aledson Moura, renunciou ao cargo em solidariedade a Rosas e ao governador da Paraíba, João Azevêdo. O comunicado foi feito pelo socialista nesta terça-feira (20) em postagem no Facebook.

“Em 2010 assumi a presidência do diretório municipal do PSB de Princesa Isabel, convidado pelo companheiro e amigo Edvaldo Rosas, onde militei com fidelidade e lealdade em todos os projetos da nossa legenda. Devido aos últimos acontecimentos que levaram a dissolução do diretório Estadual, sem qualquer justificativa, levando a destituição de Edvaldo Rosas da presidência e do Governador João Azevedo do diretório, me solidarizo aos mesmos e informo que estou deixando a presidência do partido e reafirmando meu apoio irrestrito ao governador João Azevêdo”, escreveu.

FONTE 83

‘Se o PSB não me quiser, é pegar as malas’, diz Galdino sobre crise do partido

Publicado em 20 ago 2019

O presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, Adriano Galdino (PSB), afirmou nesta terça-feira (20) que não teria problemas em migrar para outros partidos caso fosse desfiliado do PSB. “Se o PSB não me quiser, não me resta outra alternativa. É pegar as malas e ir para outro partido”, afirmou, comentando a crise interna instalada na legenda na Paraíba.

O deputado, entretanto, disse acreditar que o PSB vai encontrar uma solução pacífica para o impasse. “Essa não é uma disposição do partido, de tirar um deputado ou um governador, vamos aguardar. Eu torço para que haja união, que a gente possa estarmos juntos, porque o PSB mudou a Paraíba”, declarou.

Azevêdo avisa que não vai aceitar boicotes no seu governo

Publicado em 20 ago 2019

O governador João Azevêdo (PSB) afirmou, em entrevista à Rádio Caturité FM, que não vai aceitar boicotes de militantes ou filiados do PSB que eventualmente ocupem cargos estratégicos no governo do Estado.

O que está havendo neste momento é uma disputa pela presidência do partido. É uma disputa interna no partido. O governo e nem o governador participam dessa discussão. Não fiz ligação enquanto governador para qualquer que fosse o cidadão que compõe o diretório do PSB. Eu tenho um foco muito grande na direção deste estado e é para isso que a população me elegeu – disse.

 

Presidente do PSB nega intervenção e diz que partido tem espaço pra Ricardo e João

Publicado em 19 ago 2019

O presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira,  comentou sobre a crise instaurada no partido após nomeação de Edvaldo Rosas, que até então comandava o partido na Paraíba, para ser secretário de governo de João Azevêdo (PSB).

Ele foi destituído do cargo na última sexta-feira, 16,  por intervenção do diretório nacional.

Mas, em entrevista à Rádio Arapuan FM nesta segunda-feira (19), Siqueira negou a intervenção e disse que apenas recebeu uma lista com 51% dos filiados pedindo a saída de Rosas.

– O que eu tenho conhecimento e o que chegou para a minha mesa foi um encaminhamento de relação de assinaturas com 51% dos filiados. Esse é assunto interno da Paraíba, não acompanhei de perto. Conversei com o governador e com o ex-governador [Ricardo Coutinho]. Alguns blogs falaram em intervenção e não houve intervenção, porque não mexemos uma palha sequer pra que isso acontecesse – explicou.

Ele frisou também que não acredita em racha na legenda pois é um local que pode perfeitamente abrigar lideranças como o atual governador João Azevêdo e o ex-gestor da Paraíba, Ricardo Coutinho.

– A meu ver desconheço esse rompimento. O partido tem espaço pra ambos atuarem com mandato, sem mandato. Portanto nosso esforço será buscar uma saída de consenso – revelou.

Rompimento: Vereador Manoelzinho (PTB) anuncia rompimento com Prefeito Zé Mangueira, no município de Triunfo

Publicado em 19 ago 2019

O Vereador Manoel Silveira Filho, conhecido popularmente como Manoelzinho (PTB), afirmou a redação do Blog do Silvano Dias que não faz mais parte da base de sustentação do atual gestor do município de Triunfo, Zé Mangueira (PTB).

Manoelzinho afirmou que agora será mais um que soma no grupo de oposição. O anuncio oficial aconteceu no último final de semana, após uma reunião com o pré-candidato do grupo de oposição Expedito Filho no município de Triunfo.

O vereador que era aliado de primeira hora de Zé Mangueira, também é mais um que apresenta descontentamento com a atual administração.

O Vereador afirmou apoio ao pré candidato a prefeito Expedito Filho.

O pré-candidato Jaiminho, também foi mais um a somar no projeto liderado por Expedito Filho, ao afirmar a sua desistência para marchar juntos em 2020.

 

Por Silvano Dias

 

Racha na oposição: Depois que Cacá Gadelha revelou a folha do Andrezão na prefeitura de João Pessoa o clima não é mais o mesmo

Publicado em 19 ago 2019

Revelações de parentes dão conta de que o clima já não é mais o mesmo nas hostes da família Gadelha. Os primos já não se falam, reuniões estão divididas e a tendência é ficar cada vez pior.

O ex-prefeito André Gadelha continua taxando o vereador Cacá de traidor, enquanto isso, Cacá diz em alto e bom som, que André é sabichão, ou seja, sempre quis comer sozinho.

Renato por sua vez disse em Campina Grande, que se tiver de indicar alguém em Sousa para disputar as eleições municipais, seria sem dúvida à sobrinha Mirian Gadelha.

A realidade é que na oposição ninguém mais entende. Resta saber agora, como vai ficar a bancada de oposição na câmara de vereadores sem o líder Cacá Gadelha. Caberia uma pergunta: Bruna Veras assumiria a bancada de oposição?

Aliás, ninguém confia mais em André depois desse listão de pessoas de sua família empregada na prefeitura de João Pessoa.

O BERADEIRO

ELEIÇÕES 2020: Marquinhos Campos confirma mudança de domicilio eleitoral para Cajazeiras: “Estou filiado ao PSB, mas não descarto o PT”

Publicado em 19 ago 2019

O irmão do deputado estadual Jeová Campos (PSB), o ex-vice prefeito de São José de Piranhas, Marquinhos Campos  (PSB), confirmou sua mudança de domicilio eleitoral para Cajazeiras, mas não garantiu mudança de partido.

Cogitado pela imprensa para se filiar ao PT, Marquinhos Campos, afirmou que nada ainda foi definido, mas que o partido pode ser sua futura sigla.

“Hoje sou presidente do PSB de São José de Piranhas e pode acontecer também que permaneça no grupo socialista. É o partido do governador, do meu irmão Jeová e do meu padrinho e prefeito Chico Mendes. Tenho uma simpatia enorme pelo PT, porém estou muito bem obrigado no PSB,” frisou.

Resenha Politika