Cícero Lucena admite pré-candidatura em João Pessoa

Defendo aquela tese de que nem eleição esse ano vai ter, mas estou compatível com o prazo e pedindo a Deus que ele me dê o discernimento da decisão que eu deva tomar”. Foi com essa frase que o ex-governador da Paraíba, Cícero Lucena, durante entrevista na manhã desta quinta-feira (16), admitiu uma possível pré-candidatura a Prefeito de João Pessoa. Nela, Cícero falou ainda sobre os motivos que o levaram a se filiar ao Partido Progressista (PP), legenda comandada no Estado pelo deputado federal Aguinaldo Ribeiro.

PUBLICIDADE

Em tom conciliador, ele admitiu que deixou o Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) para não causar conflito ou ruptura diante da pré-candidatura do deputado federal Ruy Carneiro a prefeito da Capital, onde foi abrigado pelo PP para que, caso definisse também ser candidato, isso não lhe causasse desconforto dentro da legenda. Segundo ele, alguns partidos, em movimento espontâneo, o convidaram para irem as suas legendas com a disponibilidade para que, quando tomasse a sua decisão, não houvesse conflitos por já existir nomes.

“Obviamente, alguns partidos já tinham os seus projetos de candidatura e eu não ficaria a vontade de ir para um partido, mesmo para tomar a decisão depois do prazo de filiação [eleitoral]. Então vamos admitir que eu tome a decisão e me candidate, se eu tivesse no PSDB, de duas uma: ou eu iria disputar com Ruy Carneiro, ou ia ter que pedir para ele que tirasse a candidatura. Eu acredito que a candidatura do deputado, como a de qualquer outro, é legitima, todos tem o direito de querer, desejar ser o prefeito de sua cidade. Então não fiquei a vontade de ficar no PSDB para que amanhã ou depois tivesse que tomar a decisão e, ao ser candidato, fazer o sacrifício de uma pessoa que tava querendo uma proposta para cidade”, revelou o ex-governador em entrevista ao programa Paraíba Verdade da Arapuan FM.

Questionado sobre uma possível aliança com duas das maiores lideranças políticas do Estado, o governador João Azevêdo e o prefeito Luciano Cartaxo, Cícero admitiu a possibilidade, mas que isso só será definido após a decisão final se ele vai mesmo disputar o pleito ou não neste ano.

“Quanto a um possível acordo com o governador e o prefeito Luciano Cartaxo, isso vem após a decisão de eu ser candidato, desde que a gente estabeleça para a cidade de João Pessoa não uma disputa de grupo, de vaidade, da vontade de querer ser prefeito só por querer ser, porque Deus já me deu essa oportunidade, mas sim de construir dias melhores para a cidade de João Pessoa”, concluiu.

.

WSCOM