EM BERNADINO BATISTA: Popular denuncia prefeito Gervázio Gomes de participar de evento festivo em meio a Pandemia com perturbação do sossego público – Áudio

O Brasil superou neste sábado (8) a triste marca de 100 mil mortes pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2), segundo levantamento do consórcio de veículos de imprensa a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde. Todavia, o prefeito constitucional de Bernardino Batista, Gervázio Gomes (Cidadania) não está preocupado com a tragédia. No domingo (9) o gestor participou na Vila Egídio de um evento festivo até às 23h com gritaria, algazarra e baderna segundo relato do morador Celso Otaviano.

Presentes ao evento o pré-candidato a prefeito pela situação, Aldo Andrade (Cidadania), o ex-prefeito Edomarques Gomes (PTB) e cupinchas da Administração Municipal.
É assustador ver o prefeito municipal Gervázio Gomes e o pré-candidato a prefeito da situação, Aldo Andrade atentarem de forma tão escancarada contra a saúde pública desrespeitando os protocolos da Organização Mundial da Saúde (OMS), do Ministério da Saúde e os decretos estadual e municipal.

Perturbação do sossego.

Artigo 42 do Decreto Lei nº 3.688 de 03 de Outubro de 1941 – Lei das Contravenções Penais

Art. 42. Perturbar alguém o trabalho ou o sossego alheios:
I – com gritaria ou algazarra;

“Ontem na Vila Egídio, o prefeito Gervázio Gomes, o ex-prefeito Edomarques Gomes, o pré-candidato a prefeito Aldo Andrade e os filhos do ex-prefeito Edomarques Gomes estavam aqui ontem e fizeram uma bagunça geral. Era uma bebedeira, aglomeração e com a maior irresponsabilidade do mundo com o som ligado até às 11 horas da noite incomodando toda a vizinhança. Foi obrigado chamar a Polícia”, denuncia o agricultor e morador da Vila Egídio, Celso Otaviano.

Confira o áudio de um popular no whatsapp.

FONTE: ASSESSORIA