MENSAGEM VAZADA DE GRUPO – Anísio Maia critica ato em Monteiro: ‘Um coronel dizia quem falava a ponto de excluir Luiz Couto de palanque’

Publicado em 2 set 2019 - silvano

Nessa segunda (02) uma mensagem do petista Anísio Maia revelou insatisfação com a realização do ato pela tranposição do Rio São Francisco. Segundo a mensagem que vazou de um grupo de Whatsapp, deputados petistas foram impedidos de subir no palanque e mesmo alguns que subiram não tiveram espaço de fala.

Um desses casos foi o ex-deputado Luiz Couto, que mesmo estando no palanque, não teve espaço para falar. Como diz o texto abaixo, leia a mensagem na íntegra:

 

Não gosto desta estória de idolatrar líderes. Nunca fiz isto nem com Lula. A vitória de ontem foi dos movimentos sociais.

Merece destaque a militância petista, que compareceu em massa e garantiu o sucesso do ato. Este poderia ser maior se não ocorresse erros graves no planejamento e execução.

Tem que acabar esta estória de alguns girassóis quererem sempre ser os donos da festa. No palanque tinha um coronel que dizia quem subia, quem falava e quem devia ser exaltado, a ponto de excluir a deputada petista Natalia Bonavides (RN), o ex-deputado Luiz Couto e outros.

Talvez esta conduta justifique algumas ausências importantes. Cabe-nos, ao invés de atacar aliados ausentes, procurar reincorporá-los nas próximas jornadas. Para isto alguns métodos devem ser corrigidos. Ou operamos isto rapidamente ou a correlação de forças no Estado tenderá inevitavelmente para a direita.

Polêmica PB