VÍDEO: Drª Paula fala da campanha Setembro Amarelo e diz que pequenas atitudes podem salvar vida

Publicado em 4 set 2019 - silvano

No mês da campanha ‘Setembro Amarelo’, a deputada Drª Paula Francinete (PP) chamou à atenção dos colegas e da sociedade para a questão do suicídio, em pronunciamento feito, nesta quarta-feira (4), na Assembleia Legislativa da Paraíba. “Não precisa ser médico para salvar a vida de uma pessoa depressiva, mas é necessário saber identificar sinais emitidos por uma pessoa que caminha para o suicídio”, declarou a deputada.

Drª Paula acrescentou que é preciso entender o feedback de um paciente depressivo. “Essa pessoa nos dá sinais de que ela pode cometer o suicídio. Ninguém entre para o suicídio sem dar, ao menos, um sinal”, afirmou.

De acordo com a parlamentar, existem sinais de alerta, o que deve ser compreendido, como forma de capacitar uma pessoa a aprender como salvar uma vida. Os sinais são: Cansaço emocional, isolamento social, sono excessivo, distúrbio mental, depressão, ansiedade, abuso sexual, problemas sociais, baixa estima, bullying, tristeza constante e perda de energia.

A deputada lembrou, também, que, de acordo com as dicas profissionais, a pessoa dever ficar atento as seguintes frases: ‘Eu não sei para que continuar vivendo; acho que já vivi o suficiente; minha vida não tem importância; tenho certeza de que se eu morrer ninguém vai sentir minha falta; não sei porque nasci, tenho vontade de sumir, vou deixar vocês logo em paz, queria nunca mais acordar’.

Drª Paula falou, ainda, sobre a forma de como se comportar para ajudar uma pessoa depressiva, conforme recomenda as regras básicas sobre o assunto: “Escute atentamente, sem julgamento; incentive a buscar ajuda profissional; procure apoiar o tratamento”.

Por fim, a parlamentar informou os locais de busca de ajuda: Serviço de Saúde (CAPs); Unidades de Saúde; Serviço de Emergências; SAMU; e Centro de Valorização da Vida, por meio do fone 180.

Campanha – Setembro Amarelo é uma campanha que acontece desde 2014 em todo o país e visa à conscientização sobre a importância da prevenção do suicídio. O período foi escolhido porque 10 de setembro é o Dia Mundial de Prevenção do Suicídio.